Esquerdistas nos EUA desejam a morte de Trump e primeira-dama e festejam anúncio de diagnóstico positivo por coronavírus

As manifestações de ódio foram publicadas até mesmo em várias contas em redes sociais com perfis verificados 
  • Por Redação
  • 02 out, 2020

Nesta sexta-feira (2), vários progressistas, muitos com contas verificadas, desejaram a morte de Donald Trump e da primeira-dama Melania Trump e festejaram a notícia de que ambos haviam testado positivo para o coronavírus.

Tem sido contra minha identidade moral twittar isso nos últimos quatro anos, mas espero que ele morra”, escreveu Zara Rahim no tweet, excluído depois. Ele é uma membro da equipe do ex-presidente Barack Obama e que trabalhou na campanha de Hillary Clinton em 2016. 

As próximas postagens foram retiradas do jornal americano Washington Examiner.

Não me sinto mal por esperar que ele morra, porque espero isso desde 2015”, tuitou o editor de mídia social do Roadshow, Daniel Golson.

O ativista político Cameron Kasky postou um vídeo no Twitter rindo do teste positivo de Trump.

Não sou de rir do sofrimento de outras pessoas, mas .... HAHAHAHAHAHAHA”, tuitou a ativista dos Direitos Civis Danielle Muscato, que estampa a frase "Black Lives Matter" em sua foto do perfil. 

"Espero que ambos morram", tuitou o candidato ao Congresso Steve Cox.

Espero que o diagnóstico de Trump desperte seus apoiadores para a realidade da pandemia e também que o faça sofrer e morrer”, tuitou o diretor Michael Bonfiglio.

Não acho que sua história terá um final feliz”, tuitou o contribuidor da CNN Rick Wilson na hora em que a notícia foi divulgada.

Pela primeira vez, estou torcendo pelo vírus”, tuitou o crítico de cinema Simon Abrams.

PLS DIE PLS DIE PLS DIE,” tuitou a artista musical Nedarb.

Don Lemon, da CNN, sugeriu que Trump deveria “aprender a lição de Joe Biden” e levar as diretrizes de distanciamento social mais a sério.

"Você não pode desejar o mal às pessoas!

Nah, foda-se isso. Ele é uma pessoa terrível e o mundo será um lugar melhor sem ele. Espero que ele morra, e espero que seja doloroso.", escreveu uma mulher no Twitter. Logo após ela apagou as publicações e escreveu suas explicações:

"Excluí alguns tweets que fiz esta manhã porque estava ficando cansada de idiotas respondendo a eles. Ainda mantenho o sentimento..."

"Só para deixarmos claro aqui: espero que ele morra ❤️", escrevou outra internauta.