Terrorista de Viena tinha ligações com o Estado Islâmico e tirou selfie segurando uma AK-47, pistola e facão antes do ataque

Kujtim Fezjula, de 20 anos, com dupla cidadania (da Áustria e da Macedônia do Norte), já havia sido preso por tentar se juntar ao grupo terrorista na Síria e foi libertado menos de um ano antes de matar quatro pessoas em um ataque nessa segunda-feira
  • Por Redação
  • 03 nov, 2020

O terrorista islâmico aspirante a ISIS que matou quatro pessoas e feriu várias outras em Viena, na Àustria, postou uma foto assustadora, pouco antes do ataque, segurando um rifle AK-47, uma pistola e um facão. A self foi compartilhada no Instagram enquanto o assassino jurava lealdade aos jihadistas, informou o Mirror.

Kujtim Fezjulai ,de 20 anos, com dupla cidadania (da Áustria e da Macedônia do Norte), já havia sido preso por tentar se juntar ao grupo terrorista na Síria e foi libertado menos de um ano antes de matar quatro pessoas em um ataque nessa segunda-feira (3). 

Fezjulai foi morto a tiros pela polícia cerca de nove minutos após o ataque, ele usava um cinto suicida falso enquanto atirava em suas vítimas no centro da capital austríaca. 

Sete pessoas permanecem hospitalizadas em estado grave enquanto a polícia faz várias prisões de suspeitos envolvidos no atentado.