Ministério Público denuncia Flávio Bolsonaro por lavagem de dinheiro e organização criminosa

Além do senador, foram denunciados o seu ex-assessor Fabrício Queiroz e outros 15 investigados
  • Por Redação
  • 04 nov, 2020

Na noite dessa terça-feira (3), o Ministério Público do Rio de Janeiro informou que denunciou à Justiça o senador Flávio Bolsonaro, o seu ex-assessor Fabrício Queiroz e mais 15 investigados por organização criminosa, peculato, lavagem de dinheiro em suposto esquema das "rachadinhas", na época em que Flávio Bolsonaro era deputado estadual pelo Rio. 

Vale destacar que foi decretado ‘super sigilo’, não sendo possível fornecer maiores informações”, diz o comunicado do MP do estado. 

Em nota, a defesa de Flávio disse que o parecer final do Ministério Público já era esperado, mas não se sustenta. "Dentre vícios processuais e erros de narrativa e matemáticos, a tese acusatória forjada contra o Senador Bolsonaro se mostra inviável, porque desprovida de qualquer indício de prova. Não passa de uma crônica macabra e mal engendrada. Acreditamos que sequer será recebida pelo Órgão Especial. Todos os defeitos de forma e de fundo da denúncia serão pontuados e rebatidos em documento próprio, a ser protocolizado tao logo a defesa seja notificada para tanto", afirma a nota.