Felipe Neto é indiciado por corrupção de menores pela Polícia Civil do Rio de Janeiro

Para a polícia, o youtuber que cativa a audiência de menores teria cometido crime previsto no artigo 244B do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA)
  • Por Redação
  • 06 nov, 2020

Nessa quinta-feira (5), a Delegacia de Repressão a Crimes de Informática (DRCI) indiciou o youtuber infantil Felipe Neto por corrupção de menores.

Para a polícia, Felipe Neto teria cometido crime previsto no artigo 244B do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

A Polícia Civil também informou que o caso envolvendo o influenciador e militante de extrema esquerda teria chegado à delegacia após o recebimento de uma denúncia levada ao Ministério Público do Rio de Janeiro. 

A Delegacia de Repressão a Crimes de Informática (DRCI) indiciou, nesta quinta-feira (05/11), o youtuber e influenciador digital Felipe Neto por corrupção de menores. As investigações iniciaram após expediente do Ministério da Justiça. Ele foi indiciado por divulgar material impróprio para crianças e adolescentes em seu canal do YouTube e por não limitar a classificação etária dos vídeos com conteúdo e linguajar inapropriado para menores”, informou a Polícia Civil em nota. 

Felipe Neto usou suas redes sociais para se defender e dizer que tudo não passa de acusações baseado em "denúncias caluniosas feitas pela articulação do ódio bolsonarista".