'Morte, invalidez, anomalia. Esta é a vacina que o Doria queria obrigar a todos os paulistanos tomá-la', diz Bolsonaro

O presidente comentava sobre a decisão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) de interromper os testes clínicos da vacina chinesa (Coronavac) após “evento adverso grave”
  • Por Redação
  • 10 nov, 2020

Nesta terça-feira (10), o presidente Jair Bolsonaro comentou sobre a decisão da Anvisa de interromper os testes clínicos da vacina chinesa (Coronavac) devido a “evento adverso grave”.

Ao responder um comentário no Facebook, o presidente postou matéria sobre a decisão da Agência e disse que vacina defendida por João Doria para que seja obrigatória pode causar "morte, invalidez e anomalia" e ratificou sua posição sobre a não obrigatoriedade da imunização.

Morte, invalidez, anomalia. Esta é a vacina que o Doria queria obrigar a todos os paulistanos tomá-la. O Presidente disse que a vacina jamais poderia ser obrigatória. Mais uma que Jair Bolsonaro ganha”, escreveu o presidente.