Trump autoriza 'protocolos iniciais' de transição para governo Biden, mas acredita que irá vencer

"Quero agradecer a Emily Murphy da GSA por sua constante dedicação e lealdade ao nosso país. Ela foi assediada, ameaçada e abusada - e não quero que isso aconteça com ela, sua família ou funcionários do GSA", afirmou o presidente americano
  • Por Redação
  • 23 nov, 2020

Nesta segunda-feira (23), a GSA (General Services Administration), agência responsável pelo processo de transição entre governos, autorizou o início do processo de transição do governo do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, para o democrata Joe Biden.

Em sua conta no Twitter, Trump disse que recomenda que seja "feito o que precisa ser feito" em relação "aos protocolos iniciais" da transição, mas afirmou que seu caso continua "forte" e que acredita que irá "vencer". 

"Quero agradecer a Emily Murphy da GSA por sua constante dedicação e lealdade ao nosso país. Ela foi assediada, ameaçada e abusada - e não quero que isso aconteça com ela, sua família ou funcionários do GSA. Nosso caso continua FORTEMENTE, vamos manter o bom combate, e acredito que vamos vencer!", afirmou o presidente americano. "No entanto, no melhor interesse do nosso país, estou recomendando que Emily e sua equipe façam o que for necessário em relação aos protocolos iniciais, e disse à minha equipe para fazer o mesmo".