O partido comunista da China está fazendo teste anal para detectar a COVID-19

A nova forma de diagnóstico da COVID-19 surge junto a outras medidas de prevenção da doença no país, que vem presenciando surtos em diferentes localidades
  • Por Redação
  • 28 jan, 2021

De acordo com a televisão estatal CCTV, esses novos exames no reto estariam reservados para casos de “alto risco de infecção”, porém já existe relatos de pessoas que foram obrigadas a fazer. Esse novo tipo de diagnostico começou a ser feito através de amostra retal na cidade de Pequim, China.

O teste anal consiste no uso de um cotonete, o já conhecido swab que é usado para coletar muco nasal. No caso, a haste é inserida no reto, com pouco mais de 1 cm de profundidade.

O Global Times cita Li Tongzeng, do Beijing You’an Hospital, como um defensor dos swabs anais. Ele afirma que “o vírus chinês sobrevive mais tempo no ânus ou excrementos do que aqueles retirados da parte superior do corpo”.