Bill Gates quer que países comecem a comer 'carne 100% sintética'

O segundo homem mais rico do mundo argumenta motivações ambientais para prevenir as mudanças climáticas: “Você pode se acostumar com a diferença de sabor", disse
  • Por Redação
  • 16 fev, 2021

O bilionário da tecnologia, Bill Gates, acredita que os países mais ricos, excuindo apenas "os 80 países mais pobres" do mundo, deveriam passar a comer “carne 100% sintética” para supostamente ajudar a combater as mudanças climáticas.

O segundo homem mais rico do mundo apresentou, durante uma nova entrevista para a Technology Review do MIT nessa segunda-feira, suas ideias para reduzir as emissões de gases de efeito estufa.

"Não acho que os 80 países mais pobres comerão carne sintética. Eu realmente acho que todos os países ricos deveriam mudar para carne 100% sintética”, disse Gates, ao MIT Technology Review, em uma entrevista nessa segunda-feira (15). “Você pode se acostumar com a diferença de sabor, e a alegação é que eles vão tornar o sabor ainda melhor com o tempo. Eventualmente, esse prêmio verde é modesto o suficiente para que você possa mudar o [comportamento] das pessoas ou usar a regulamentação para mudar totalmente a demanda”.

O fundador da Microsoft, de 65 anos, estava promovendo seu novo livro, How To Avoid A Climate Disaster, que apresenta uma série de propostas dramáticas que, segundo ele, são necessárias para prevenir uma calamidade global.

Após a eleições, Gates disse que esperava "trabalhar com o novo governo" Biden e líderes mundiais para combater a "mudança climática".