O ex-presidiário Lula disse, em entrevista, que não será candidato em 2022, mas fará articulações políticas contra o presidente Bolsonaro

"Se não fosse o coronavírus, eu já estaria na rua gritando Fora Bolsonaro", escreveu o petista
  • Por Redação
  • 20 mai, 2020

Nesta terça-feira (19), o ex-presidiário Luiz Inácio Lula da Silva (PT), em entrevista ao jornalista Mino Carta, da revista de esquerda Carta Capital, deferiu ataques contra o presidente eleito democraticamente, Jair Bolsonaro, ao dizer que ele comete crime de responsabilidade por supostamente desrespeitar à ciência e fazer campanha contra o isolamento social.

"É insuportável você ter um homem que a ignorância chega a tal ponto que ele não cuida da pandemia, não cuida da economia, não cuida da educação, de nada", afirmou Lula.

>>VÍDEO: Lula agradece a existência do coronavírus

O petista disse que não tem interesse de concorrer às eleições de 2022, mas afirmou que pretende participar da articulação política para encontrar um candidato de oposição, segundo ele, "o povo tem que criar as condições objetivas de votar o impeachment e esse país voltar a escolher um presidente da República".

"Se não fosse o coronavírus, eu já estaria na rua gritando Fora Bolsonaro", disse Lula

Leia também:

Felipe Neto se junta ao PT: 'É hora de unir forças'
Polícia Federal indicia Aécio Neves por corrupção
Tribunal mantém condenação de Lula em 17 anos de prisão no caso do sítio em Atibaia

 

Seja um apoiador desse site para que possamos continuar trazendo informações reais para você formar sua opinião, CLIQUE AQUI para apoiar.