Barroso curte postagem no Twitter atacando Bolsonaro e depois diz que foi 'sem querer'

Após receber críticas nas redes sociais, Barroso afirmou que havia curtido a publicação "sem querer" e que estaria ainda se "adaptando" ao uso da rede social.
  • Por Redação
  • 29 jun, 2020

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, curtiu uma publicação no Twitter com grave acusação ao presidente Jair Bolsonaro.

A publicação (Istoé) curtida pelo presidente do TSE continha uma fala do deputado federal e crítico do presidente Bolsonaro, Kim Kataguiri (DEM-SP), que afirmava: “O sonho de Bolsonaro é fechar Congresso e STF, mas ele não tem apoio popular nem das Forças Armadas para isso”.

Após receber críticas nas redes sociais, Barroso usou sua conta no Twiter para afirmar que havia curtido a publicação "sem querer" e que estaria ainda se "adaptando" ao uso da rede social.

Curti ontem um post sem querer. Ainda estou me adaptando a esta rede. Não curto posts com conteúdo de polarização política. Ao contrário, busco contribuir para o aprimoramento das instituições e para o debate racional de ideias. Agradeço a quem me alertou sobre o engano”, escreveu Barroso.