Após tensão na fronteira, Índia proíbe TikTok e dezenas de aplicativos chineses

Essa medida ocorreu após o governo indiano temer que esses aplicativos possa colocar em risco a soberania nacional
  • Por Redação
  • 29 jun, 2020

A Índia proibiu 59 aplicativos móveis chineses, incluindo a famosa plataforma TikTok, isso acontece em meio a tensões entre os dois países após confronto mortal entre suas tropas que ocorreu no dia 19 de junho. Uma disputa vem se desenvolvendo entre Nova Deli e Pequim nas últimas semanas.

Todos os aplicativos foram classificados como ameaças em potencial, capazes de prejudicar soberania, integridade, defesa ou segurança do Estado, de acordo com o governo, os motivos são vários. Preocupações a respeitos da coleta de dados privados por parte dessas plataformas também foram levantadas.


(Lista dos aplicativos proibidos)

Os apps que fazem parte da lista estão proibidos tanto em plataformas móveis (Android e iOS) quando em qualquer dispositivo com acesso à internet, o que inclui navegadores.

A decisão de proibir esses aplicativos chineses aconteceu nesta segunda-feira (29) pelo Ministério da Eletrônica e Tecnologia da Informação da Índia, alegando "atividades que são prejudiciais à soberania e integridade da Índia" e da ameaça à "segurança do estado e ordem pública".

"É uma questão de profunda e imediata preocupação, que requer medidas de emergência", afirmou o Ministério sobre as ameaças que emanam desses aplicativos.