Internautas de esquerda sobem tag 'força covid', após Bolsonaro apresentar sintomas da doença

O resultado do exame para coronavírus, que foi feito hoje à noite, sai amanhã até o meio-dia
  • Por Redação
  • 06 jul, 2020

Após o presidente da República, Jair Bolsonaro, apresentar sintomas do coronavírus, como febre e tosse, internautas de viés mais à esquerda comemoraram nas redes sociais e subiram a tag no Twitter “forçacovid”, em torcida para que o chefe do Executivo esteja com o vírus.

Carlos Bolsonaro escreveu em sua conta no Twiter:

"A imensa quantidade de pessoas pedindo a morte do chefe do Executivo neste momento deveria ser motivo de solidariedade imediata dos líderes dos outros poderes, mas o que vemos novamente é a seletividade da indignação e ninguém chama os tais “desumanos” de robôs. Não terão êxito!".

O jornalista Rodrigo Constatino comentou em suas redes socais o que chamou (com ironia) de "turma da paz, da tolerância, da diversidade, do 'ódio do bem'". 

"A hashtag Força Covid chegou ao topo de tendências, mas já sabem: é a turma da paz, da tolerância, da diversidade, do "ódio do bem". Imagina se fossem seres odientos como os bolsonaristas...", escreveu Constantino

Mais cedo o presidente comentou sobre a suspeita da contaminação e que realizaria exames ainda no início da noite. 

Estou evitando [chegar perto] porque eu vim do hospital. Fiz uma chapa no pulmão. O pulmão está limpo, está certo. Vou fazer o exame do Covid daqui a pouco, mas está tudo bem”, afirmou Bolsonaro na porta do Palácio da Alvorada, por volta das 18h20.

À CNN, o presidente afirmou que apresentou febre de  38º C e 96% de taxa de oxigenação no sangue. O resultado do exame para Covid-19, que foi feito à noite sai amanhã até o meio-dia.