Trump lamenta morte de Herman Cain: 'Poderosa voz da liberdade'

"Ele era um homem muito especial, um patriota americano e grande amigo", escreveu Donald Trump
  • Por Redação
  • 30 jul, 2020

Nesta quinta-feira (30), o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, expressou sua tristeza pela morte de Herman Cain, de 74 anos, empresário e ativista conservador, vítima do vírus chinês. 

Trump disse que conversou com a esposa de Caim, Glória, e seus filhos na tarde de hoje. O presidente chamou Caim, que era o co-presidente do Black Voices de Trump, de um "grande homem" e um "patriota americano".

"Meu amigo Herman Cain, uma poderosa voz da liberdade e tudo o que é bom, faleceu esta manhã. Herman teve uma carreira incrível e foi adorado por todos que o conheceram, especialmente eu. Ele era um homem muito especial, um patriota americano e grande amigo", escreveu o presidente americano. "Acabei de falar com sua incrível esposa Gloria, filha, Melanie e filho Vincent para expressar minhas mais profundas condolências a toda a família. @FLOTUS Melania e eu amamos Herman Cain, um grande homem. Herman, descanse em paz!".