84% dos brasileiros acreditam que o aborto não deve ser permitido sempre que uma mulher quiser

A rejeição ao aborto em qualquer caso, ou seja, sempre que a mulher desejar, é quase igual entre homens e mulheres
  • Por Redação
  • 19 ago, 2020

Mesmo com crescente apoio de partidos, políticos e movimentos de viés mais à esquerda, a grande e esmagadora maioria dos brasileiros se mostram contra o aborto como direito de escolha das mulheres. 

De acordo com nova pesquisa, realizada pelo instituto Ipsos nessa terça-feira (18), apenas 16% dos brasileiros acreditam que a prática do aborto deveria ser permitida em qualquer caso, ou seja, sempre que a mulher desejar, enquanto a média mundial é de 44%. A baixa aprovação é quase igual entre homens (15%) e mulheres (17%).

No Brasil, houve redução do apoio à prática entre aqueles que dizem ser favoráveis à interrupção da vida em qualquer circunstância ou em alguns casos, como o de estupro, saindo dos 61% em 2019 para 53% em 2020. 

Pela lei brasileira, o aborto induzido é crime contra a vida humana, mas em três situações específicas a prática não é punível pela Lei. Em caso de gravidêz resultante de estupro, quando há risco de morte para a mãe ou em caso de anencefalia. 

Em uma lista com 25 países, o Brasil está em segundo lugar com o maior número de pessoas contrárias ao aborto, mostrou a pesquisa mundial que entrevistou quase 18 mil adultos em 25 países entre 22 de maio e 5 de junho.