Secretário de Saúde do Distrito Federal é preso acusado de fraude na compra de testes de Covid-19

O prejuízo aos cofres públicos chegam a R$ 18 milhões, afirmam os investigadores
  • Por Redação
  • 25 ago, 2020

Na manhã desta terça-feira (25), o secretário de Saúde do Distrito Federal, Francisco Araújo, foi preso preventivamente no âmbito da Operação Falso Negativo, que investiga fraudes na compra de testes de detecção do coronavírus. 

De acordo com o Ministério Público do DF, servidores se envolveram em um esquema que fraudou licitações para compra de testes, com preços superfaturados e de baixa qualidade. 

Foram cumpridos 44 mandados de busca e apreensão e 7 de prisão em oito estados do país: Goiás, Mato Grosso, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Bahia.

O prejuízo aos cofres públicos chegam a R$ 18 milhões, afirmam os investigadores.

Ainda segundo o MP-DF, entre os crimes praticados pelos envolvidos estão: fraude à licitação, lavagem de dinheiro, crime contra a ordem econômica (cartel), organização criminosa, corrupção ativa e passiva.