Bahia assina acordo para testar vacina da Rússia possivelmente em outubro

Governo do estado nordestino liderado pelo petista Rui Costa fechou um acordo de confidencialidade, dando o primeiro passo para ter acesso à vacina russa 
  • Por Redação
  • 10 set, 2020

(Imagem: Reprodução)

Nessa terça-feira (8), o governador da Bahia, Rui Costa, assinou um protocolo de confidencialidade para participar da terceira fase de testes da vacina russa contra o coronavírus. O estado deu o primeiro passo que abre caminho para o acesso às doses da Sputnik V e uma eventual produção local da vacina. O acordo é semelhante ao anunciado pelo governo do Paraná.

De acordo com o governador, a Bahia deverá receber 500 doses para testes, assim que obtiver autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), com expectativa de que os testes comecem no mês de outubro.

Assinamos um protocolo mais formal e com garantias para ambas as partes e que foi enviado para a Embaixada da Rússia. Nossa expectativa é que em breve possamos receber as 500 doses da vacina. Serão 250 doses da vacina e mais 250 de placebos. Iremos aplicar essas 500 doses para participar dessa linha de pesquisa da vacina russa”, disse o governador em entrevista à Agência de Notícia oficial do governo da Bahia.